sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Tudo que preciso

Que se apaguem os cigarros.
Que se derramem as bebidas.
Que cancelem todas as festividades.
Podes destruir tudo o que só nos ilude,
mas não jogues fora o sentimento.

De todas ilusões
essa é a que faço questão
e que mantenho.
Passem dias, passem noites,
passem anos e séculos.

Enquanto eu respirar
quero um trago do seu beijo.
Uma dose do seu desejo.
Uma festa de sentimentos.
Uma nova semana contigo.

Jogue seu corpo contra o meu,
te asseguro que é seguro,
que se jogue no lixo
tudo aquilo que nos impede
de sorrir uma para a outra.

Já não quero ser como uma louca,
mas a sua falta me faz
querer morrer na embriaguez
por você não ter a sensatez
de me dar nem um afago.

Não faço mais questão
da dupla dose de uísque,
mas preciso que, dessa vez,
você  se arrisque
a ser feliz comigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário